TECNOLOGIA PARA QUEM ESTÁ SEMPRE SOB O SOL

 

Raios Ultra Violeta, perigo invisível.

 

Estamos em um país tropical, onde a incidencia solar é muito alta, e portanto com consequencias extremas. Os níveis de incidência de raio UV tem atingido níveis altíssimos em várias capitais do país, e a população não está devidamente preparada para isso. Como em alguns países do hemisfério sul, os níveis de radiação UV, deveriam ser tratados como casos de saúde pública, pois assim como a luz do sol é benéfica para o homem, pois ela sintetiza a produção de vitaminas D, é ótimo para o tratamento de várias doenças, aumenta a produção de melanina, produzindo aquele belo bronzeado, a luz do sol também tem inumeras desvantagens, e é sobre isso que queremos falar.

A luz do sol pode produzir o carcinogênese de pele (câncer de pele), lesões nos olhos, várias doenças de pele, queimaduras, envelhecimento das celulas cultâneas e déficit imunologico.

Vários são os fatores que interferem na intensidade da radiação UV: Camada de ozônio, altitude, hora do dia, estação do ano, superfície, cobertura do solo, nebulosidade, localização geografica e muitos outros ítens. 

Existem vários produtos que protegem contra a radiação solar. São eles os cremes com FPS (Fator de Proteção Solar), que quando devidamete aplicados no corpo, protegem a pele de forma eficaz, mas devem ser replicados a cada 2 horas.

Devem ser reaplicados, pois com a absorção da pele, o suor excessivo e o desgaste foto-quimico do produto, fazem com que sua durabilidade seja curta. 

Por causa da falta de instrução para a aplicação dos cremes com FPS, normalmete eles são aplicados pela manhã, e  não são corretamente espalhados pela pele, para que este seja devidamente absorvido na forma recomendável. Quando fornecidos pelas empresas, o desperdício no consumo dos cremes de proteção solar, é muito grande. As empresas os compram em bombas de 5 litros, então o colaborador pega o produto na bomba, colocando-o nas mãos, e boa parte do produto cai no chão, gerando assim perca do produto pelo mau uso.

 

A SOLAR PROTECT BRAZIL,  tem uma solução mais econômica para solucionar esse problema.

São tecidos tecnológicos especiais, que quando confeccionados devidamente para proteger partes do corpo muito expostos ao sol, são altamente eficazes.

Tem alto FPS, com fatores que chegam a FPU 50, oferecendo uma proteção de até 98% contra a radiação solar.

São produzidas camisetas e calças, e são roupas  tecnológicas, pois eles não apenas vestem o colaborador, ele também os protege.

São muito mais eficazes do que os cremes com FPS, pois não é necessário ficar reaplicando nada  várias vezes ao dia para que haja a devida proteção.  

São muito mais econômicos, pois não geram desperdício em sua utilização.  O efeito de blindagem, se inicia imediatamente ao vestí-las, não necessitando de um tempo de espera à exposição solar para ativá-la, e continua enquando se estiver vestida.

A função protetora tem ação prolongada e está diretamente ligada aos cuidados com a peça.  É sempre indicado lavá-las sem o uso de alvejantes quimicos, secar a sombra, e nunca guardá-las molhada, para evitar assim o desgaste fotoquimico do tecido.

A proteção dura enquanto o produto estiver inteiro, e só será comprometido se a roupa for danificada.

 

 A SOLAR PROTECT BRAZIL,foi a primeira empresa brasileira a oferecer uma linha completa de EPI, Roupas e Acessórios com

Tecnologia de Proteção aos Raios UV.  

Produzimos uma linha de camisetas e calças de alta qualidade, com alto índice de FPS, (FPU-50), que atende aos mais exigentes níveis de proteção, levando assim a que se  tenha uma grande economia versus  o uso indequado de cremes bloqueadores e/ou outros artificios, com FPS, que são usados de forma irresponsável.

 

 

Segundo reportagem feita pela Revista Científica da UNIARARAS v. 1, n. 2/2013, http://www.uniararas.br/revistacientifica 54, 

ESTUDO COMPARATIVO SOBRE A CONSCIENTIZAÇÃO DOS HÁBITOS DE FOTOPROTEÇÃO E DOS FATORES DE RISCO DA CARCINOGÊNESE

DE PELE EM TRABALHADORES DE RUA:(COMPARATIVE STUDY ON AWARENESS OF HABITS PHOTOPROTECTION AND RISK FACTORS OF WORKERS IN SKIN CARCINOGENESIS STREET)--------

 

*CRÉDITOS À:

Gabriela Franscine Pompeu              Esteticista pelo Centro Universitário Hermínio Ometto (FHO|UNIARARAS)

Patrícia Cristina Bortolaça                  Esteticista pelo Centro Universitário Hermínio Ometto (FHO|UNIARARAS)

Carlos Roberto Escrivão Grignoli      Biomédico, Mestre em Farmacologia do Processo Inflamatório(UNICAMP)

Maria Inês Vilhena Simionato           Esteticista, Especialista em Estética e Saúde (UNICASTELO)

Laura Cristina Esquisatto Grignoli   Farmacêutica Industrial, Mestre em Farmacologia do Processo Inflamatório (UNICAMP),

Autor responsável: Laura Cristina Esquisatto Grignoli 

Endereço: Av. Dr. Maximiliano Baruto, no 500, Bairro Jd. Universitário. Araras – SP CEP 13607-339 - Email: lauraesquisatto@uniararas.br

 

--------"A exposição excessiva e sem proteção a radiação ultravioleta é um dos principais fatores de risco da carcinogênese de pele, pois tem sido um grave problema de saúde pública.

O objetivo desse trabalho foi avaliar o grau de conhecimento dos trabalhadores de rua sobre os fatores de risco da carcinogênese de pele e compará-los aos hábitos de fotoproteção, bem como conscientizá-los sobre a importância da fotoproteção em relação aos riscos diários.

Para isso foram aplicados questionários de múltipla escolha a 400 trabalhadores de rua de diversos setores das cidades de Araras e Rio Claro (SP) de 18 a 55 anos de idade. De modo geral, 92% dos entrevistados acreditam que a radiação ultravioleta é um dos principais fatores de risco do câncer de pele.  63% consideram apenas a pele bronzeada como sinônimo de risco, porém o uso do filtro solar foi de apenas 58% de todos os entrevistados, sendo o uso diário em apenas 26% dos trabalhadores de rua.   

Quanto ao uso concomitante do filtro solar com outros meios de proteção, 68% dos entrevistados usam bonés e 32% usam roupas mais adequadas como meios físicos de proteção".

Concluimos que, com o uso incorreto dos meios de fotoproteção, o nível de conscientização foi baixo, pois, mesmo as empresas oferecendo aos indivíduos o creme fotoprotetor, a maioria utiliza de forma incorreta, sugerindo assim que os mesmos fazem o uso por obrigação e não por conscientização.

Esses dados também permitem a orientação de medidas preventivas através de meios informativos para esse grupo de trabalhadores, colaborando para a prevenção do câncer de pele."

 

ESPAÇO DESTINADO Á RAPIDAS INFORMAÇÕES SOBRE NOSSOS PRODUTOS:

 

Porque somos  diferentes?

Todas as nossas peças de roupa EPI, filtram até98% da radiação UV, pois utilisamos tecidos que garantem FPU  50+ em todos os produtos.

As roupas e acessórios com FPU 50+ são indicados contra radiação em todas as estações do ano.
Ao filtrar os raios UVA e UVB, nossos tecidos contribuem para afastar da pele os efeitos nocivos da radiação, como o aparecimento de manchas, foto-envelhecimento, queimaduras e câncer de pele. 

 

Como isso é possível?

Utilizamos Tecidos Tecnológicos Especiais de ultima geração que garantem conforto, frescor e bloqueiam os raios ultra violeta  (RUV) e protegem efetivamente contra os efeitos nocivos do Sol.
A diferença entre um tecido comum e o tecido tecnologico SOLAR PROTECT BRAZIL é o nível de proteção aos raios solares.          No caso de uma camiseta de algodão comum, o Fator de Proteção Ultravioleta (FPU) chega a 5, enquanto uma camiseta com tecido SOLAR PROTECT BRAZIL, a proteção solar oferece FPU 50+.
Este resultado é alcançado através de  banhos químicos sintéticos, utilizando produtos com base de dióxido de titânio, entre outros. Alguns de nossos  produtos  também possuem tratamento antibactéricidas, e/ou tecnologia dry, que facilita a evaporação do suor.

Selecionamos sempre  tecidos que apresentam a menor condutividade térmica para garantir conforto debaixo do sol.
Garantimos sempre a certeza de adquirir um produto de alta tecnologia e qualidade.

 

Certificação de nossos  produtos. 
Todos nossos tecidos são testados com base na tecnologia da *ARPANSA (Australian Radiation Protection and Nuclear Safety Agency) – entidade governamental australiana que criou a norma para medir o FPU em roupas e acessórios.

A mesma regra também é usada na Europa e nos Estados Unidos.
Garantimos sempre a certeza de que voce adquiriu um produto de alta tecnologia e qualidade.

 

Porque se Proteger contra a Radiação Ultra Violeta?

Entenda os benefícios para quem toma os cuidados básicos:

O sol é o principal responsável pelo envelhecimento cutâneo.  Sua ação acumulativa sobre a pele provoca o surgimento dos sinais da pele envelhecida.
O envelhecimento profundo se dá em decorrência da exposição da pele às radiações solares durante toda a vida, por isso é também chamado de fotoenvelhecimento. A pele envelhecida apresenta variações no relevo e na pigmentação, rugas finas e profundas, aspecto ressecado e descamações.
Os dermatologistas estimam que 90% dos sinais de envelhecimento são devidos ao sol. 90% das suas rugas, 90% das suas manchas e, 90% da flacidez da sua pele.
Os raios UVA possuem intensidade constante o ano todo, por isso a proteção é indicada não apenas para o verão.

Por penetrarem profundamente na pele, são considerados os grandes vilões do fotoenvelhecimento. Os danos causados pelos raios UVA também incluem maior predisposição da pele ao surgimento de câncer e de fotoalergias.
Os raios UVB apresentam maior intensidade durante o verão e são os responsáveis pela pigmentação da pele e queimaduras solares.  São raios de alta energia e os que contribuem em maior parte para o surgimento do câncer de pele.
De acordo com pesquisas recentes, embora a exposição à radiação UVB esteja ligada a uma maior taxa de fotocarcinogênese, os raios UVA também têm promovido mudanças substanciais no DNA, levando à formação de câncer de pele.